Wittgenstein e o projeto tractatiano

O Tractatus Logico-Philosophicus de Wittgenstein é célebre por apresentar uma crítica da linguagem na qual pensar os limites da linguagem significa circunscrever os limites cognitivos. Pretende-se aqui deixar mais claro em que sentido, para Wittgenstein, a filosofia, limitando o pensável, limita o âmbito do discurso significativo. Para isso, almeja-se investigar as relações entre linguagem, pensamento e realidade em conexão com as noções de sentido, sem-sentido e absurdo no Tractatus. Tais elucidações visam evidenciar em que medida a filosofia, enquanto análise lógica das proposições, apenas dissolve problemas. Ela nada diz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: